Quando um membro de sua equipe não se desenvolve, a culpa é sua

Algumas pessoas simplesmente não querem ser comprometer com o desenvolvimento pessoal e estão ok com isso. Não estudam, não buscam aperfeiçoamento não demonstram interesse em aprender mais por conta própria. Talvez não tenha nada de errado com isso, cada um é cada um. Mas você como líder e gestor vê isso? Você sabe o quanto esse perfil coloca sua empresa e time para baixo ou como seria se tivesse alguém com desejo de desenvolvimento pessoal e sempre aprendendo, trazendo novidades e sugestões de melhorias?

Acredito que muitos líderes já passaram por isso e lá na frente conseguiram enxergar o quanto uma pessoa estagnada ou desinteressada atrasa uma empresa, pois começa a imaginar como seria ter alguém mais interessado naquela posição. Nos tempos atuais, mais do que nunca, isso acaba sendo um grande problema, pois o acesso à informação permite que as pessoas sejam profissionais melhores de uma forma um pouco mais simples.

Como você lida com essa situação? Como saber até que momento manter alguém na sua equipe? Como não se sentir ingrato ao trocar alguém?

Escrito por Fernando Griskonis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *