Objetivos de marketing: influenciador é a bola da vez?

Muitas empresas se especializaram na análise dos públicos, buscando compreender cada vez mais o comportamento da sociedade atualmente. O Instituto QualiBest é uma destas investigadoras. Frequentemente, eles propõem análises e pesquisas relacionadas ao ambiente digital, gerando insights muito relevantes para nós que precisamos nos comunicar com nossos públicos.

Você sabe o papel dos influenciadores digitais?

A pesquisa “Influenciadores Digitais” do QualiBest apresenta muitos conteúdos relevantes. Com o objetivo de entender quem são e qual é o papel dos influenciadores digitais, o estudo avaliou uma amostra de 4.283, com uma margem de erro de 1,5 pontos percentuais, com um público de 19 a 40 anos ou mais. Confira abaixo alguns insights gerados a partir desta pesquisa.

  • A definição de influenciadores se caracteriza pelo indivíduo que produz conteúdo para a internet e se popularizam nas diversas ferramentas;
  • 71% das pessoas da amostra seguem algum influenciador;

Quando perguntados “Quais os segmentos dos influenciadores digitais que você segue?” o comportamento entre mulheres e homens foi bastante diversificado. Na categoria Moda e Beleza, 72% das mulheres acompanham, comparado a 17% dos homens. Religião e espiritualidade é uma categoria equilibrada com 29% das mulheres e 24% dos homens. Já Games e Jogos os homens correspondem a 54% contra 18% das mulheres. Equilibrando também em Humor e Comédia, com 61% das mulheres e 67% dos homens.

Games, para os homens. Moda e Espiritualidade, para as mulheres.

As categorias que não se diferenciam entre os sexos são: Música, Entretenimento e Cultura, Educação e Sustentabilidade e Meio ambiente. Analisando o “poder” do influenciador foram constatadas informações:

  • 55% das pessoas confiam na opinião dos influenciadores que acompanham;
    • 86% indicam que descobriram algum produto através de um influenciador;
    • 76% já compraram algo indicado.

Nichos como viagens, tecnologia e decoração dão mais resultados.

Seguidores de Viagens e turismo, Ciência e tecnologia, Design e decoração são os que mais compraram produtos indicados pelos influenciadores.

A percepção de independência do influenciador e de opinião sincera, muitas vezes motiva as pessoas a confiarem em suas percepções, mesmo quando o conteúdo é patrocinado, ainda predomina a percepção de isenção nas opiniões. Atualmente estes indivíduos se tornaram canais de publicidade para as marcas e este ponto é muito sensível, visto que alguns deles estão de forma recorrente envolvidos em polêmicas.

Como escolher o influenciador de forma estratégica?

A #DicaMolotov é sempre considerar a trajetória do influenciador e estudar muito bem seu posicionamento, evitando assim vincular sua imagem a alguém com  uma instabilidade visível entre os seguidores. Na dúvida, faça uma pesquisa profunda no passado e postagens antigas do possível parceiro, apenas como forma de resguardar a imagem da marca em questão. É mais prudente, mesmo que o influenciador tenha mudado ao longo dos anos, tendo uma postura mais profissional atualmente. Fique ligado!

E você? Já pensou em trabalhar com influenciadores e vincular sua imagem a uma pessoa relevante nas redes sociais? Como você tornaria essa indicação mais atraente e natural para ter os resultados esperados?

Acesse o conteúdo completo da pesquisa aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *