Briefing é coisa antiga, séria e muito necessária!

E além disso um assunto super atual! É nessa etapa que são definidos os famosos KPIs (indicadores de resultados), e também onde será determinada a avaliação do sucesso da campanha.

Na Molotov trabalhamos com briefings baseados em modelos já testados por referências do mercado, como ESPM, Curso de Briefing do Grupo de Planejamento e RD Station.

Link do Curso de Brief – Aqui!

Link do Conteúdo da RD Station – Aqui!

“É fundamental focar nas perguntas certas, para extrair o que de fato irá nortear um bom trabalho, evitando perda de tempo para agência e cliente. Nele deve estar claro os objetivos do departamento de marketing para o trabalho proposto, os indicadores de resultados que serão analisados – a forma como será avaliado o trabalho da agência – e a expectativa como um todo. Com isso o trabalho é feito com sinergia com o cliente e todos olham para a mesma direção: O resultado.” Compartilha conosco Fernando Griskonis (@griskonis).

Ja pensou em 7 competências distintas trabalhando em sinergia? Só com um bom briefing para isso dar certo! Aqui na Molotov, mídia, redação publicitária, redação de conteúdo, atendimento, diretores de arte, planejamento, profissionais de tecnologia, assessoria de imprensa, produção e financeiro, trabalham em sinergia para atender as necessidades dos clientes!

Já na parte de criação e direção de arte, um bom briefing não quer dizer páginas e páginas de informação, mas sim a informação correta! É fundamental contar com uma estruturação de demandas com objetivos bem claros e delimitados, mensagens chave e indicadores bem desenhados buscando atingir um objetivo comum: o resultado satisfatório para o cliente dentro do mercado.

“Os briefings da Molotov nos direcionam  num caminho, onde conseguimos enxergar todos estes pontos de forma clara e direcionada. Com isso conseguimos iniciar os processos criativos com sinergia a real necessidade do job, no momento do cliente. Nossa criação sempre trabalha com um propósito o foco onde queremos chegar. A criatividade por si só, não faz sentido. Ela tem que levar ao objetivo de forma clara e sempre olhando como iremos resolver o problema do cliente. Só assim seremos de fato criativos!” Compartilha conosco Fabiano Ferreira (@fabiano_molotov).

E você, sabe como fazer um bom briefing?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *