Você já traçou suas estratégias de investimento para 2019?

Nada como começar o ano fazendo seu plano de investimento. A economia do país começou 2019 com otimismo, juros baixos e inflação controlada. A expectativa é de retornos maiores, segundo especialistas, principalmente para os que estiverem mais dispostos a riscos, investindo mais em ações, por exemplo.

Verifique a melhor estratégia de investimento segundo o seu perfil

Perfil conservador

Para quem tem um perfil mais conservador, vale apostar na renda fixa. Normalmente, o título mais recomendado é o Tesouro Selic. Isso porque além de render próximo à Taxa Selic, tem baixa volatilidade e alta liquidez. Podendo ser retirado o dinheiro quando quiser, serve para quem têm objetivos a curto, médio e longo prazo, ou pretende gerar uma reserva de emergência.

Outra renda fixa é o CDB. Normalmente, os Certificados de Depósito Bancários emitidos por bancos de pequeno porte oferecem rendimentos mais atrativos para os investidores. Quanto maior o prazo de aplicação, a rentabilidade também tende a ser maior.

Por sua vez, a LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são similares ao CDB. A diferença é que são aplicações isentas de impostos. Geralmente a taxa de rentabilidade dessas aplicações tende a ser menor. Vale simular e ver qual aplicação renderá mais.

Perfil moderado

Já para os investidores de perfil mais moderado, a aposta fica com os multimercados que diluem os riscos. Nela, o administrador poderá aplicar em outras opções como commodities, moedas, ativos de renda fixa, ações etc. É a opção para quem quer diversificar a carteira sem um montante inicial tão alto. Verifique qual fundo está alinhado ao seu perfil e aos seus objetivos financeiros.

Perfil arrojado

Por fim, para o investidor mais agressivo, as apostas ficam nas ações de renda variável, em que não é possível prever se os rendimentos terão lucros ou prejuízos. Em entrevista a Época negócios, o diretor de produtos de investimentos e previdência do Itaú Unibanco, Claudio Sanches, ressaltou que esse tipo de investimento deve ser pensado em médio prazo, de 1 a 2 anos.

Então, para este ano, fique de olho nas empresas estatais como Petrobrás, bancos, lojas varejistas, como Americanas e Submarino e no setor de infraestrutura, como a Vale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *